Bora, tem festa!

Escrito por Conversando com Educação. Publicado em Pais e Filhos.

 

Ir a uma festa exige preparação e não é apenas ir e se divertir.

O que você faz quando seu filho recebe um convite para comparecer a festa de aniversário?

1- Leva o filho a refletir se quer ir ou não ou ambos acreditam que o comparecimento é obrigatório?

2- Pergunta ao filho  quais motivos ele tem para ir à festa, se gosta do colega e quer brincar com outras crianças ou se  é porque “todo mundo vai”?

3- Sai em busca de um presente para o colega, pensando na idade dele, nas suas características, na faixa de preço ou, simplesmente, delega essa função para outra pessoa e acha que qualquer coisa serve?

Muitas crianças só se defrontam com os processos da vida na escola e, por isso, resistem, reclamam e acham a vida escolar muito chata! Sendo assim, que tal a família começar a preparar as crianças para enfrentar os desafios da vida? Aprender algo novo é sempre difícil.

A chegada de um convite para uma festa sugere um planejamento familiar, pois não deve ser apenas um evento de diversão para crianças. É preciso preparar-se para o encontro, valorizar as relações interpessoais, ocupar o lugar de convidado, reconhecer o cuidado do anfitrião, para depois, resgatar os momentos vividos durante o evento e analisar os diferentes pontos de vista.

Fonte: Rosely Sayão/ Folha de S. Paulo – Cotidiano/ 5/11/13

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Conversando com Educação - 2013. Desenvolvido por